Economia

FMI aprovou "tranche" de 910 milhões de euros para Portugal

FMI aprovou "tranche" de 910 milhões de euros para Portugal

O Fundo Monetário Internacional concluiu, esta quarta-feira, a 10.ª avaliação ao programa de ajustamento de Portugal e aprovou a libertação de uma "tranche" de 910 milhões de euros, informou a instituição em comunicado.

"O Conselho de Administração do Fundo Monetário Internacional concluiu hoje a décima avaliação do desempenho de Portugal no contexto do programa económico apoiado por um acordo trienal ao abrigo do Programa de Financiamento Ampliado (EFF, na sigla inglesa)", referiu a organização liderada por Christine Lagarde, numa nota informativa enviada às redações.

O FMI referiu que a conclusão da 10.ª avaliação, a antepenúltima antes do fim do programa de ajustamento, realizada em dezembro, permitiu o "imediato desembolso" de uma nova "tranche" de 910 milhões de euros, aumentando assim para 25,1 mil milhões de euros o valor entregue pela organização internacional a Portugal no âmbito da ajuda externa.

O FMI é uma das instituições que integra a 'troika', além do Banco Central Europeu e da Comissão Europeia, a que Portugal pediu ajuda financeira.

Em troca de um empréstimo de 78 mil milhões de euros, o país acordou um conjunto de medidas.

O Governo convocou, esta quarta-feira, os parceiros sociais para uma reunião com a 'troika' no dia 26 de fevereiro, no âmbito da décima primeira avaliação do Programa de Assistência Económica e Financeira (PAEF) a Portugal.

"No âmbito da décima primeira avaliação do PAEF, venho por este meio confirmar a deslocação dos representantes da 'troika' ao Conselho Económico e Social para uma reunião com os parceiros sociais no próximo dia 26 de fevereiro às 15:00", referiu a convocatória enviada pelo chefe de gabinete do Secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro, Carlos Moedas.

PUB

A décima primeira avaliação da 'troika' vai arrancar a 20 de fevereiro.

Este exame, à semelhança dos anteriores, tem como objetivo analisar "o trabalho realizado e o planeamento dos últimos meses" do PAEF.

O PAEF prevê, ao longo da sua vigência, a realização de exames regulares trimestrais, sendo este o penúltimo antes do final do programa, em junho de 2014.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG