troika

Função Pública encolheu o dobro do exigido pela troika

Função Pública encolheu o dobro do exigido pela troika

A Função Pública perdeu cerca de 80 mil trabalhadores desde 2011, o ano em que a troika chegou a Portugal. A redução de quadros está a decorrer ao dobro do ritmo programado nos orçamentos do Estado.

A meta acordada entre o Governo e a troika, em maio de 2011, apontava para uma redução média de 2% do número de funcionários públicos. Mas, na realidade, a diminuição de trabalhadores no período mais agudo da crise foi praticamente o dobro dos objetivos traçados. Contas feitas, desde dezembro de 2011, já saíram da administração pública quase 80 mil pessoas.

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa

Outras Notícias