FMI

G20 considera indispensável "barreira de proteção" na zona euro

G20 considera indispensável "barreira de proteção" na zona euro

O G20 considera indispensável que um "firewall" europeu contra a crise da dívida pública na zona euro seja posto em marcha antes de atribuir mais verbas através do FMI.

Os ministros das Finanças do G20, o grupo formado pelas 19 maiores economias do mundo e pela União Europeia, que se reuniram na capital federal mexicana, apelaram ainda à Europa para que se comprometa a ter essa "barreira de proteção" ("firewall") pronta em março, indicando que será uma "contribuição essencial" antes de aumentar os recursos do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Antes da divulgação deste comunicado, o responsável de uma delegação presente no encontro, que falou à agência francesa AFP sob anonimato, estimou que este reforço financeiro do "firewall" é consensual na Zona Euro.

Fora dela, o consenso é que os europeus devem erguer esta estrutura defensiva antes que o resto do mundo injete dinheiro nos fundos do FMI, entendido como uma segunda linha de defesa, explicou o responsável.

Os dirigentes europeus têm agendado uma reunião em Bruxelas nas próximas quinta e sexta-feiras para debater a dimensão do Mecanismo Europeu de Estabilidade (MES) previsto para entrar em vigor em julho.

O ministro alemão das Finanças, Wolfgang Schäuble, deu a entender que esta decisão não será ainda tomada nesta reunião, indicando que a Zona Euro disponibilizou antes todo o mês de março para a deliberação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG