Consumidores

Geo Analytics: padrões de mobilidade vistos à lupa

Geo Analytics: padrões de mobilidade vistos à lupa

A Kidodynamics, em parceria com a Meo, desenvolveu uma solução de inteligência dos dados, que permite analisar os padrões de comportamento e fluxos de mobilidade das pessoas numa determinada zona. A base são os dados anónimos de consumidores nacionais e roamers provenientes da rede móvel Meo.

A Geo Analytics foi uma solução desenvolvida pela Kidodynamics, em parceria com a operadora móvel portuguesa Meo/Altice. É uma ferramenta global de inteligência dos dados e está a ser utilizada em nove países e com os melhores resultados a virem do Brasil. Analisa padrões de comportamento e fluxos de mobilidade de residentes e turistas numa determinada zona.

Dados que os decisores políticos das autarquias e as empresas podem depois usar para tomar decisões sustentáveis no campo da mobilidade como ter mais ciclovias, corredores BUS ou linhas ferroviárias, por exemplo.

PUB

Em Portugal, "as análises baseiam-se nos dados base de aproximadamente 4,2 milhões de utilizadores do Meo/Altice". "O resultado final, porém, é uma extrapolação para representar a população total do país. Isto significa que no final o número que os nossos clientes veem não são, na verdade, de utilizadores Altice, mas sim estatísticas altamente precisas sobre todo o país", explicou Bilal Khan, vice-presidente de Desenvolvimento de Negócios da Kidodynamics.

A Geo Analytics dá a conhecer os padrões de comportamento e fluxos de mobilidade de clientes, visitantes ou munícipes que frequentam determinada área geográfica, o que facilita a tomada de decisões sustentadas sobre o desenvolvimento estratégico dos negócios ou municípios, como referiu a Meo/Altice.

Bilal Khan, da Kidodynamics, explica que esta solução "ajuda a tornar as cidades mais verdes" porque "analisa os padrões de movimento das pessoas". Uma mais-valia para "ajudar os responsáveis pelo planeamento da cidade a terem uma perspetiva mais alargada ao nível da escala (porque a solução cobre todo o país) e da precisão, uma vez que os dados coligidos são reais e estatiscamente relevantes com milhões de subscritores".

Os dados da Geo Analytics "podem ainda ser uma base para as autoridades tomarem decisões mais sustentáveis ao nível da mobilidade como criar uma nova via para transportes públicos, por exemplo". Significa que "podem ajudar a reduzir o número de carros individuais em circulação bem como o tempo que as pessoas gastam em deslococações rodoviárias", observa Bilal Khan.

Tudo isto é feito com respeito pela proteção dos dados. "Sim, analisamos os padrões de movimento dos utilizadores do Meo/Altice. O que precisamos deixar claro é que isso é feito em nível agregado, não individual. Os padrões de movimento individuais não nos dão nada, pois podem ser muito aleatórios e a resolução, se não for ótima. A análise de mobilidade só faz sentido quando representa uma CROWD (Anonymized), ou seja, quando se pode tomar uma boa decisão sobre a população".

As nossas análises baseiam-se nos dados base de aproximadamente 4,2 milhões de utilizadores do Meo/Altice. O resultado final, porém, é uma extrapolação para representar a população total do país. Isto significa que no final o número que os nossos clientes veem não são, na verdade, Clientes Altice, mas sim estatísticas altamente precisas sobre todo o país.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG