Défice

Governo determinado em cumprir limite do défice estabelecido pela troika

Governo determinado em cumprir limite do défice estabelecido pela troika

O Governo português continua determinado no cumprimento dos limites do défice fixado no memorando de entendimento assinado com a 'troika', lê-se numa nota oficial do ministério das Finanças.

"O Governo continua fortemente determinado no cumprimento dos limites para o défice para a dívida pública, inscritos no Programa de Assistência Económica e Financeira, de acordo com o que ficou acordado no Memorando de Entendimento assinado com as instituições internacionais" [Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional], esclarece o documento enviado este sábado à Lusa.

O valor do défice para 2012 fixado no memorando com a 'troika' é de 4,5% do PIB.

Na passada quarta-feira, o líder da missão do Fundo Monetário Internacional, Poul Thomsen, numa teleconferência a partir de Washington, admitiu ser necessário "estar-se aberto" à hipótese de "relaxar as metas orçamentais".

Sublinhando que esta não é uma hipótese que se coloca no imediato, Poul Thomsen disse que esta pode ser colocada "se existir uma deterioração significativa da conjuntura externa e tiver um impacto significativo no crescimento [económico] português".

No entanto, este responsável esclareceu que se a conjuntura externa sofrer um forte agravamento terá de ser primeiro "analisada quão séria é a situação" e se o programa estiver a ser implementado como previsto, aí sim considerar a hipótese de relaxar as metas.

Outras Notícias