Economia

Governo não está em condições e "baixar os impostos seja a quem for".

Governo não está em condições e "baixar os impostos seja a quem for".

O ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, disse, segunda-feira, em Bruxelas que o Governo tem dialogado com os camionistas, mas apontou que, no actual contexto, não está em condições de "baixar os impostos seja a quem for".

Comentando, à entrada de uma reunião de ministros da Zona Euro, a paralisação de transportadoras que se verifica hoje em Portugal, Fernando Teixeira dos Santos refutou a ideia de falta de diálogo, indicando que "há vários dias, muitos dias, que tem havido reuniões e contactos com os camionistas", mas disse que o Governo não pode isentar um grupo sócio-profissional dos sacrifícios que está a pedir a "todos os portugueses".

"Estamos a viver um quadro internacional com o aumento do preço das matérias-primas, com o aumento do preço do petróleo, isto reflecte-se com certeza nas condições de mercado e nos preços que todos temos de suportar. Agora, não estamos em condições de baixar impostos seja a quem for. E portanto isso tem que ser percebido", afirmou.

Segundo Teixeira dos Santos, "ninguém compreenderia que, nunca conjuntura destas, onde se estão a pedir sacrifícios muito significativos a todos os portugueses, que o Governo pudesse acomodar, pudesse aceitar descidas de impostos para este ou aquele grupo sócio-profissional".

A paralisação das transportadoras teve início à meia-noite e é convocada pela Associação de Transportadores de Terras, Inertes, Madeiras e Afins (ATTIMA) e pela Associação Nacional das Transportadoras Portuguesas (ANTP), contando com o apoio da Associação Nacional de Transportes Rodoviários de Mercadorias (ANTRAM).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG