Economia

Governo vai criar "minitroika" para câmaras

Governo vai criar "minitroika" para câmaras

Os municípios em rutura financeira poderão pedir apoio a um fundo a criar, mas terão que aceitar dentro de portas a presença de um gestor nomeado pelo fundo. A medida vai esta quinta-feira a Conselho de Ministros.

A proposta de nova Lei das Finanças Locais, a que o JN teve acesso parcial, prevê que os municípios sobreendividados acedam a um fundo de resgate, mediante um plano de redução da dívida e a entrada de um gestor nomeado pelo fundo. É uma espécie de "troika", mas de um homem só, prevista na proposta de lei que a Secretaria de Estado da Administração Local, tutelada por Miguel Relvas, hoje leva a Conselho de Ministros.

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa

Outras Notícias