aviação

Greve dos controladores provoca quatro cancelamentos e atraso de 100 voos

Greve dos controladores provoca quatro cancelamentos e atraso de 100 voos

A adesão trabalhadores da NAV à greve, esta quinta-feira de manhã, está a ser de 100%. Ao longo do dia estão previstos três períodos de paralisação. Há registo de quatro cancelamentos e quase 100 atrasos de voos.

Os trabalhadores da NAV - Navegação Aérea de Portugal - iniciaram nova greve às 07.00 horas e até às 09.00 horas. O segundo período começa às 14.00 horas e vai durar até às 16.00 horas e, depois, uma terceira paralisação acontecerá entre as 21.00 horas e as 23.00 horas.

O site da ANA - Aeroportos de Portugal avisava, às 08.40 horas, para 4 cancelamentos e quase 100 atrasos nos voos de e para os aeroportos portugueses, sendo que, na quarta-feira, a TAP anunciou que ia cancelar 35 voos devido à greve.

Os controladores aéreos, que agendaram para este mês cinco dias de greve, já pararam nos dias 11, 17 e 18 e voltam a parar, esta quinta-feira e na sexta-feira, sempre nos mesmos três períodos diários.

Os sindicatos que representam os trabalhadores da NAV - Navegação Aérea de Portugal - avançaram para a greve para contestar a "continuada ausência" de respostas do Governo para a situação de "instabilidade social sem paralelo" na empresa.

As estruturas sindicais alegam estar há mais de um ano a chamar a atenção dos governantes para "o prejuízo" das medidas orçamentais em vigor para os funcionários, a empresa e o país.

O presidente da NAV, Luís Coimbra, afirmou, na terça-feira à Lusa, que as greves dos trabalhadores da empresa são "prematuras e não levam a lado algum", adiantado que o protesto está a afetar cerca de 20% dos voos previstos para os dias de paralisação.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG