O Jogo ao Vivo

Economia

Greve nas cantinas deixa hospitais e escolas sem refeições

Greve nas cantinas deixa hospitais e escolas sem refeições

A greve desta segunda-feira dos trabalhadores de cantinas e refeitórios deixou sem refeições vários hospitais e escolas. De acordo com os sindicatos, a paralisação regista "grande adesão" no norte do país.

A adesão ao protesto nas cantinas dos hospitais de Ponte de Lima, Vila Nova de Famalicão, Penafiel, Pedro Hispano e da Prelada é de 100%, de acordo com os primeiro dados divulgados pelo Sindicado dos Trabalhadores da Indústria de Hotelaria, Turismo e Similares do Norte.

A adesão é também elevada na cantina do Hospital de S. João. "Verifica-se também uma grande adesão nas cantinas da RTP / Porto, nos centros de formação de Bragança, Braga e do Cerco", acrescenta o comunicado do sindicato, afeto à CGTP.

Ao JN, Francisco Figueiredo, da direção do sindicato, confirmou, ainda, que há pelo menos quatro escolas da cidade do Porto que esta segunda-feira ficarão sem refeições.

Os trabalhadores do setor estão, esta manhã de segunda-feira, concentrados em protesto, junto ao Hotel Pestana Porto, na Ribeira, e junto do Hotel Carris Porto Ribeira, a seguir.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG