Portugal Mobi Summit

Hélder Pedro: "A indústria automóvel faz parte da solução, mas são precisos apoios públicos"

Hélder Pedro: "A indústria automóvel faz parte da solução, mas são precisos apoios públicos"

O secretário-geral da ACAP abriu a sessão especial do segundo dia do Portugal Mobi Summit reservada ao setor automóvel.

É um momento importante para a indústria automóvel, mas Hélder Pedro, Secretário-Geral da Associação Automóvel de Portugal (ACAP) garante que faz parte da solução para ajudar a União Europeia a cumprir os seus objetivos em termos de emissões de CO2.

Mas, alertou, "a indústria por si só não pode fazer o caminho sozinha. São precisos apoios públicos quer nos incentivos à eletrificação, quer na renovação do parque automóvel, quer também no reforço da rede de carregamento para veículos elétricos".

A conversão para a eletrificação, a necessidade de cumprir metas ambiciosas de emissões de CO2 e a consequente transformação de mobilidade prometem alterar substancialmente o panorama da mobilidade nos próximos anos, com a indústria automóvel a ser uma das mais visadas no processo de transição energética da União Europeia.

"Estes são temas que estão na ordem do dia, quer pelo pacote "Fit for 55" que a Comissão Europeia apresentou no passado mês de julho, que é um documento muito importante e que irá definir as metas e os objetivos da UE para o futuro, mas também a próxima Conferência de Glasgow, no dia 30 de outubro, que irá juntar 200 países e que irá definir também a nível mundial os grandes objetivos de descarbonização que foram aprovados no Acordo de Paris", referiu o responsável da ACAP.

"A indústria automóvel é centenária, mas neste momento faz parte da solução. É um setor que se adaptou e um dos que mais investe em Pesquisa e Desenvolvimento na Europa", assegura, mas também reconhece que a rota para as emissões zero é um caminho que não pode ser feito sozinho.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG