PROCURA UMA EMPRESA?

PESQUISE POR NOME, NIF OU MARCA, GRATUITAMENTE!

Relatórios de todas as empresas portuguesas

Incidente

Avião da TAP voou com "danos fora dos limites de operação"

Avião da TAP voou com "danos fora dos limites de operação"

Um voo da TAP está a ser investigado pelas autoridades nacionais, depois de o avião ATR ter levantado voo "com vários danos na fuselagem traseira fora dos limites de operação da aeronave", após uma "aterragem dura", revela um documento do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidente com Aeronaves e de Acidente Ferroviários (GPIAAF).

Segundo nota informativa do GPIAAF, o ATR72, que realizava o voo TP-1428, a 6 de julho, entre Lisboa e Fez, em Marrocos, sofreu uma "aterragem dura no destino". Com um copiloto em formação aos comandos do avião, sob supervisão do comandante, a aeronave foi "literalmente atirada para o chão", segundo as suas palavras citadas no documento. O comandante ainda terá tentado controlar o avião, mas já não terá conseguido evitar o embate no chão com o patim da cauda e a raspagem da fuselagem traseira da aeronave.

"A aeronave continuou com a corrida de desaceleração executando a rolagem para o stand sem problemas reportados. O comandante da aeronave efetuou uma inspeção externa à aeronave, focando-se nos trens de aterragem, sem ter encontrado qualquer anomalia", refere a nota informativa, que não oferece conclusões definitivas sobre o caso.

Após esta inspeção, a aeronave regressou a Portugal com 55 pessoas a bordo. No entanto, os relatórios de manutenção mostram "que foram encontrados vários danos na fuselagem traseira fora dos limites de operação da aeronave". O caso está agora sobre investigação e deverão ser conhecidas novas informações sobre o incidente nos próximos 12 meses.

Segundo o jornal "Expresso", a Autoridade Nacional da Aviação Civil está a investigar o caso.