PROCURA UMA EMPRESA?

PESQUISE POR NOME, NIF OU MARCA, GRATUITAMENTE!

Relatórios de todas as empresas portuguesas

O Jogo ao Vivo

Economia

DECO explica à "troika" apoio que tem dado às famílias endividadas

DECO explica à "troika" apoio que tem dado às famílias endividadas

A associação de defesa do consumidor apresentou esta quarta-feira à 'troika' a actividade que desenvolve, dando especial ênfase ao apoio que presta às famílias sobreendividadas, explicou o vice-presidente da DECO.

Alberto Regueira falava aos jornalistas à saída de um encontro com responsáveis da 'troika' que decorreu, esta quarta-feira de manhã, no Ministério das Finanças.

"Tivemos uma longa conversa, que durou cerca de uma hora, com os membros da 'troika', a pedido desta", disse o responsável, acrescentando que, no encontro, os representantes da associação tiveram oportunidade de dar "informação bastante detalhada" sobre a atividade desta associação.

"Demos especial ênfase ao apoio que prestamos às famílias sobreendividadas. Dissemos todos os casos em que estávamos envolvidos, o montante total e as circunstâncias em que se processa o nosso envolvimento, explicou.

Segundo Alberto Regueira, no primeiro trimestre deste ano, a associação já participou em mais de mil casos de pedidos de ajuda de famílias sobreendividadas.

No ano passado, a associação auxiliou cerca de três mil famílias num total de cerca de 17 mil créditos incumpridos.

Além do vice-presidente da DECO estiveram presentes outros dois representantes da direcção, Filipe Fontoura e Pedro Moreira.

A 'troika', que está em Lisboa para negociar a ajuda financeira a Portugal, reúne cerca de duas dezenas de técnicos e é liderada por Juergen Kroeger (CE), Rasmus Rüffer (BCE) e Poul Thomsen (FMI).

Esta equipa está a realizar encontros com várias entidades portuguesas - desde parceiros sociais, centrais sindicais, partidos políticos a responsáveis e especialistas de várias áreas -, de modo a estabelecer os compromissos que Portugal terá de assumir para, em troca, receber o empréstimo pedido pelo Governo.