Saúde

Empresa mãe da Marlboro vai deixar de vender cigarros

Empresa mãe da Marlboro vai deixar de vender cigarros

A Philip Morris International, empresa responsável pela gigante Marlboro, deixará de produzir cigarros passando a operar no mercado dos produtos livres de fumo.

A empresa com sede em Nova Iorque anunciou uma grande mudança com o fim da produção de cigarros. A produção de substitutos de cigarros é o próximo grande passo da empresa por trás da Marlboro.

Os IQOS, aparelhos que aquecem tabaco em vez de o queimarem, parecem ser a próxima grande aposta da empresa. Por trás desta decisão estará a redução de químicos nocivos em 95 por cento, quando comparados com os cigarros tradicionais.

"Se pararmos de vender cigarros, outras pessoas vão continuar a vender porque há sempre alguém que os vai comprar", disse, à "Sky News", Andre Calantzopoulos, responsável pela Phillip Morris.

"Por isso, não acho que esta medida venha a ter qualquer tipo de impacto na saúde das pessoas", lamentou. " O nosso grande objetivo é substituir os cigarros o mais rapidamente possível, oferecendo melhores alternativas para os fumadores", disse.

Apesar da confiança da empresa nestas aparelhos, alguns estudos têm apresentados dados menos promissores sobre o quão efetivos são os IQOS. Num relatório publicado em 2018, a agência governamental Public Health England, no Reino Unido, explica que os dispositivos IQOS, apesar de serem menos perigosos para a saúde do que os cigarros tradicionais, representam mais riscos do que os cigarros eletrónicos.