Orçamento

Espanha aprova subida do salário mínimo para 707,60 euros

Espanha aprova subida do salário mínimo para 707,60 euros

O Governo espanhol aprovou um limite de 118.337 milhões de euros para a despesa total do Orçamento do Estado de 2017, na mesma reunião em que decidiu subir o salário mínimo nacional em 8%, para 707,60 euros.

Numa conferência de imprensa após o Conselho de Ministros, o governante responsável pelas Finanças e Função Pública, Cristóbal Montoro, explicou aos jornalistas que o teto de despesa para 2017 será o mesmo que está previsto para 2016.

Os 118337 milhões de euros avançados já contemplam a diminuição de cinco mil milhões de euros, decorrente da poupança com os juros da dívida, e as medidas adotadas para corrigir o défice público de 2015.

O Governo espanhol aprovou ainda o objetivo orçamental para 2017, um défice de 3,1% do Produto Interno Bruto (PIB).

Quanto à divida pública, o executivo espanhol prevê que ela seja de 99,4% do PIB em 2016, 99% em 2017, 97,7% em 2018 e 95,4% em 2019.

O Conselho de Ministros também confirmou o acordo entre o Governo e o PSOE para um aumento de 8% do salário mínimo em 2017, o que significa mais 52,4 euros por mês, totalizando 707,60 euros mensais.

O Congresso de Deputados (parlamento) terá ainda de ratificar estas medidas antes da sua publicação no jornal oficial do país.