Economia

Estado entrega a quem quer 90% das obras

Estado entrega a quem quer 90% das obras

Os ajustes diretos deixaram de ser exceção para se tornarem regra. A acusação é de Reis Campos, presidente da AICCOPN, que garante: "Em 2011, 90,6% dos contratos celebrados foram por ajuste direto".

Orecurso excessivo a esta forma de adjudicaçºão "não garante a transparência" no setor, nem salvaguarda "o interesse público", alerta o presidente da Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas do Norte (AICCOPN).

Leia mais na versão e-paper ou na versão impressa.