Setúbal

Estivadores apontam para dia histórico na luta contra precariedade

Estivadores apontam para dia histórico na luta contra precariedade

Os estivadores em paralisação no Porto de Setúbal que, esta quinta-feira, tentaram impedir a entrada de um autocarro com trabalhadores para realizar as suas funções no terminal roll on roll off da Autoeuropa apontam para um dia histórico na luta contra a precariedade, ao mesmo tempo que congratulam a atitude da PSP ao lidar com a situação.

"Mostrámos hoje que com não é com violência que atingimos os nossos objetivos", referiu Alberto Monteiro, horas depois do protesto que tentou impedir a entrada do autocarro e que terminou com a PSP a remover os trabalhadores que se deitaram em frente ao autocarro.

"Manifestamo-nos de acordo com o código de conduta pacífico que defendemos e sempre sem qualquer caráter violento", acrescentou Márcio Teixeira, que assim demonstra que "ao contrário do que se quer fazer passar para a opinião pública, os estivadores não são violentos".

Os trabalhadores congratulam ainda a "serenidade" que a PSP demonstrou na intervenção, nomeadamente no momento em que teve que retirar os manifestantes da estrada de acesso ao porto. "A PSP tem que zelar pela ordem pública e fê-lo esta manhã sem nunca desrespeitar ou usar força excessiva com os trabalhadores em protesto".

Os objetivos dos estivadores passam pela elaboração por parte da Operestiva de contratos de trabalho para parte dos trabalhadores e um sistema que garanta, mensalmente, turnos diários aos restantes.