Exclusivo Edição Impressa

Fisco ataca casas de padres e pobres

Fisco ataca casas de padres e pobres

Dezenas de paróquias foram notificadas pela Autoridade Tributária e Aduaneira para pagar o imposto municipal sobre imóveis (IMI).

As cartas das Finanças começaram a chegar no mês passado e dizem respeito a residências paroquiais, salas de catequese, conventos e largos existentes em frente às igrejas.

Em Paço de Sousa, Penafiel, até as casas mandadas construir pelo padre Américo, fundador da Casa do Gaiato, para alojar pessoas em extrema dificuldade financeira vão, pela primeira vez em 66 anos, pagar imposto.

E, em Braga, 20 padres já se dirigiram à diocese para contestar o pagamento de IMI em prédios com fins sociais e pastorais, isentos pela Concordata (ler caixa). Aveiro, Bragança, Leiria e Setúbal são outras dioceses em que o pagamento do imposto foi solicitado.

Leia mais na versão e-paper ou na edição impressa.

ver mais vídeos