Economia

Fusão das duas maiores empresas ibéricas de segurança resulta na BC Diid

Fusão das duas maiores empresas ibéricas de segurança resulta na BC Diid

A fusão das duas maiores empresas da Península Ibérica em produtos de segurança foi anunciada, em Portugal e Espanha, passando agora a chamar-se BC Diid (a junção dos nomes originais das duas empresas).

A nova empresa terá mais de uma centena de colaboradores e um total de dez delegações em ambos os países ibéricos, operando agora sob a direção de Ricardo Costa e de Ignacio Barandiarán, com a distribuição de equipamentos eletrónicos de segurança estática, com 40 marcas representadas, destinadas a instalações industriais e comerciais, bem como a residências, incluindo soluções de robótica.

Em Portugal, a BC Diid estará presente em Braga, Gaia, Lisboa e Madeira, enquanto que em Espanha estará em Madrid, Barcelona, Alicante, Las Palmas, Tenerife e em Santander.

Ignacio Barandiarán referiu que esta fusão supõe "a criação de um gigante da distribuição de produtos de segurança que terá a proximidade ao cliente como a máxima prioridade".

Ricardo Costa, destacou que esta união "supõe uma grande oportunidade de crescimento e a criação de sinergias estratégicas para escalar posições no mercado internacional".

"A união de todos os recursos da BC Diid traduzir-se-á numa maior eficiência logística, melhor serviço técnico, ampliação de marcas e maior proximidade com os clientes, que irão operar com normalidade com as empresas durante o processo de fusão e à posteriori", ainda segundo Ricardo Costa.

Com esta fusão ibérica, a BC Diid passa a prever 40 milhões de euros em faturação até ao final de 2019 e 50 milhões de euros em faturação até 2022.