Proposta

Governo indica ex-diretor do Banco de Portugal para presidente da ANACOM

Governo indica ex-diretor do Banco de Portugal para presidente da ANACOM

O Governo vai propor João Cadete de Matos, que sai do Banco de Portugal, para presidente da Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM), e três vogais para o Concelho de Administração.

"Governo decidiu submeter à apreciação da Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública (CReSAP) uma proposta de nomeação do presidente e três vogais para o Conselho de Administração da Autoridade Nacional de Comunicações", lê-se no comunicado do Ministério do Planeamento e Infraestruturas enviado à agência Lusa.

Caberá agora à comissão pronunciar-se sobre a nomeação.

João Cadete de Matos, apontado para a presidência da ANACOM, é licenciado em economia e desempenha as funções de diretor do Departamento de Estatística do Banco de Portugal", refere a nota.

Atualmente é também "professor associado convidado do Instituto Superior de Estatística e Gestão de Informação da Universidade Nova de Lisboa".

A nota do Ministério do Planeamento e das Infraestruturas refere ainda que "o processo de designação inclui audições na Assembleia da República".

O Ministério aponta também que Dalila Araújo, Francisco Cal e Margarida Sá Costa são propostos para vogais.

"Dalila Araújo foi secretária de Estado da Administração Interna (2009-2011) e governadora Civil de Lisboa (2008-09)", e desempenhava até agora as funções de "'senior advisor' na Portugal Telecom".

Dalila Araújo é "licenciada em línguas e literaturas modernas".

Já Francisco Cal é "licenciado em organização e gestão de empresas" e "desempenha atualmente as funções de presidente da ESTAMO, Participações Imobiliárias, SA".

O Governo informa ainda que "Margarida Sá Costa é secretária-geral da Fundação Portuguesa das Comunicações e presidente da LIDE Mulher", sendo "licenciada em direito".

Conteúdo Patrocinado