Premium

Indústria de peles e curtumes cresce mais de 50% numa década

Indústria de peles e curtumes cresce mais de 50% numa década

A indústria portuguesa de peles (com e sem pelo) e curtumes apresenta há quase uma década indicadores de forte e continuado crescimento.

O setor viu o seu volume de negócios aumentar 53% nos últimos oito anos, totalizando 368 milhões de euros em 2017, aponta o Instituto Nacional de Estatística. E parece que nem mesmo a consciência social e a defesa dos animais fazem abrandar a dinâmica.

Este comportamento, num período em que o país se debatia com uma grave crise económica e financeira, deve-se a uma aposta na internacionalização, que permitiu diversificar clientes, fabricar produtos de maior valor acrescentado e incrementar as vendas de artigos em couro, como marroquinaria.

Imobusiness