PROCURA UMA EMPRESA?

PESQUISE POR NOME, NIF OU MARCA, GRATUITAMENTE!

Relatórios de todas as empresas portuguesas

Economia

Inspectores das Finanças em marcha de protesto

Inspectores das Finanças em marcha de protesto

Cerca de centena e meia de inspectores tributários realizaram esta quinta-feira, no Porto, uma marcha de protesto contra a falta de resposta por parte da tutela às reivindicações destes funcionários do Fisco.

Os inspectores caminharam desde as instalações das Finanças situadas na Rua de Santa Catarina, no Porto, até ao Seminário de Vilar, onde participariam numa acção de formação.

O protesto inédito vem no seguimento da recusa por parte dos inspectores tributários de continuar a utilizar as suas viaturas particulares em deslocações de serviço.

Essa indisponibilidade tem evitado uma série de acções inspectivas e teve início em Janeiro, contando com uma adesão significativa em todo o país, de acordo com a Associação dos Profissionais da Inspecção Tributária (APIT).

A simples falta de resposta por parte do Ministério das Finanças e da própria Direcção-Geral de Impostos está a fomentar a revolta dos cerca de 1833 inspectores. Ontem, o grupo parlamentar do PSD enviou uma série de questões ao Ministério tutelado por Teixeira dos Santos a propósito das reivindicações da APIT.

Além da questão associada ao uso de viaturas pessoais nos serviços, os inspectores criticam o corte nas ajudas de custo e pretendem ainda discutir a revisão da carreira, após terem perdido o vínculo de nomeação definitiva com o Orçamento do Estado de 2009. O Governo considera o momento inoportuno, mas a APIT alega que a reformulação da carreira só teria efeitos quando cessassem as medidas de contenção na Administração Pública.