PROCURA UMA EMPRESA?

PESQUISE POR NOME, NIF OU MARCA, GRATUITAMENTE!

Relatórios de todas as empresas portuguesas

Empresário

José Manuel Mello faleceu aos 82 anos

José Manuel Mello faleceu aos 82 anos

O corpo do empresário, neto de Alfredo da Silva, e herdeiro da CUF, está em câmara-ardente na igreja da Boa Nova, no Estoril.

Figura incontornável da sociedade portuguesa, antes e após o 25 de Abril, o empresário José Manuel de Mello morreu, ontem, quarta-feira, aos 82 anos, depois de ter sido vítima de um acidente vascular cerebral (AVC) que o deixou em coma durante três anos. O corpo do empresário, neto de Alfredo da Silva, e herdeiro da CUF, está em câmara-ardente na igreja da Boa Nova, no Estoril, e a cerimónia fúnebre está marcada para as 10 horas de hoje.

O empresário, que nasceu a 8 de Dezembro de 1927, em Cascais, iniciou a sua vida profissional na empresa do avô, a vender adubos no Médio Oriente. Antes de 1974, no grupo CUF desenvolveu empresas industriais, como a Lisnave e Setenave e começou os negócios na Banca, seguros e saúde. Depois do 25 de Abril, José Manuel de Mello, que teve 12 filhos, viu as empresas fundadas pelo avô serem nacionalizadas e saiu do país. Voltou algum tempo depois e começou tudo de novo.

Até ter-se retirado da vida empresarial, em 2004, alargou e reforçou os negócios do Grupo Mello nos sectores da Banca, seguros, saúde, energia, telecomunicações e combustíveis. Actualmente, o grupo está presente em empresas estratégicas nacionais, como a Brisa, CUF, Efacec, José de Mello Saúde e EDP.

O percurso e o empreendedorismo de José Manuel de Mello foram destacados pelo presidente da República, Cavaco Silva, que o considerou uma "figura ímpar do espaço empresarial português", na nota de condolências enviada à família. "Sempre assumiu uma atitude empresarial pautada por um empreendedorismo dinâmico e inovador, a que soube também agregar um grande sentido de responsabilidade das suas empresas em relação à sociedade envolvente", salientou Cavaco Silva.