crise

Líder do PP acusa Zapatero de "improvisar" e de "desperdiçar tempo"

Líder do PP acusa Zapatero de "improvisar" e de "desperdiçar tempo"

O líder do PP espanhol criticou duramente no congresso as medidas propostas pelo Governo para baixar o défice público, acusando Jose Luis Zapatero “de desperdiçar tempo" e de "improvisar".

"Fez um grande corte nos direitos sociais, contrariando o que vem dizendo nos últimos anos. Hoje demonstra a hipocrisia com que acusa o PP de querer cortar nos direitos”, acusou Mariano Rajoy, reagindo assim ao anúncio do corte de 5% nos salários dos funcionários públicos e do congelamento das pensões.

"Jamais o PP propôs o que está a propor", sublinhou o líder do PP. “Todos os espanhóis pagarão pela sua incapacidade e improvisações, especialmente os funcionários públicos", disse.

"Não quero nem pensar no que teríamos poupado se tivesse escutado os nossos conselhos",acrescentou. "Agora terá de fazer o que nunca quis fazer: governar, mas governar tutelado, debaixo da tutela e como protectorado".

Apesar das palavras duras que dirigiu ao presidente do Governo espanhol, Rajoy assegurou estar disposto a assumir a “sua própria responsabilidade”. Nesse sentido, manifestou-se disponível para dialogar "esta mesma tarde" sobre as medidas apresentadas, apresentando o modelo alternativo do PP.