PROCURA UMA EMPRESA?

PESQUISE POR NOME, NIF OU MARCA, GRATUITAMENTE!

Relatórios de todas as empresas portuguesas

segurança social

Mais de 392 mil desempregados sem prestações de apoio

Mais de 392 mil desempregados sem prestações de apoio

O Estado português atribuiu cerca de 309 mil prestações de desemprego em outubro, deixando sem estes apoios mais de 392 mil desempregados.

De acordo com os últimos números disponibilizados pela Segurança Social, em outubro existiam 309679 beneficiários de prestações de desemprego, o equivalente a 55,8% do último número total de desempregados contabilizados pelo Eurostat.

De acordo com os últimos dados divulgados a 21 de outubro pelo Eurostat, a taxa de desemprego em Portugal voltou a descer em setembro, para 13,6%, abaixo dos 13,9% de agosto e menos 2,1 pontos percentuais do que os 15,7% de há um ano. Falta ainda conhecer os dados referentes ao mês de outubro.

Os números da Segurança Social incluem o subsídio de desemprego, subsídio social de desemprego inicial, subsídio social de desemprego subsequente e prolongamento do subsídio social de desemprego, prestações que atingiram em outubro o valor médio de 466,22 euros, face aos 487,03 euros observados um ano antes.

O Porto é o distrito cujo número de beneficiários com prestações de desemprego foi mais elevado em outubro último, tendo sido atribuídos subsídios a 68154 desempregados. Seguem-se os distritos de Lisboa (62809), de Setúbal (27088) e de Braga (26328).

Do total de 309679 beneficiários, 158792 são homens e 150791 são mulheres, de acordo com os dados publicados online pela Segurança Social.

A taxa de desemprego em Portugal voltou a descer em setembro, para 13,6%, segundo o Eurostat, abaixo dos 13,9% de agosto e menos 2,1 pontos percentuais do que os 15,7% de há um ano.