PROCURA UMA EMPRESA?

PESQUISE POR NOME, NIF OU MARCA, GRATUITAMENTE!

Relatórios de todas as empresas portuguesas

Economia

Martifer é concorrente único aos Estaleiros de Viana do Castelo

Martifer é concorrente único aos Estaleiros de Viana do Castelo

Os portugueses da Martifer são os únicos na corrida à subconcessão dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, depois de o grupo russo ter sido excluído pelo júri deste concurso.

Em comunicado, a administração dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC) explicou que a sociedade de capitais russos AK - Consultoria de Gestão apresentou, na terça-feira, último dia do prazo concedido para a entrega de documentação complementar de suporte às propostas, um requerimento solicitando mais dez dias úteis para esse feito.

O pedido, acrescentou a empresa, foi "indeferido" pelo júri, que deliberou ainda "excluir do concurso" aquele grupo, um dos dois que apresentou, dentro do prazo limite, proposta para a subconcessão dos terrenos e infraestruturas dos estaleiros.

"Verifica-se, deste modo, a não entrega do documento em falta dentro do prazo fixado", explicou ainda a empresa, aludindo a uma declaração bancária por entregar.

Sobre a Martifer, grupo que detém os estaleiros da NavalRia, em Aveiro, e que deveria apresentar igualmente informação complementar até às 00.00 horas de terça-feira - no caso relatórios e contas dos três últimos anos -, o júri explica que os documentos "foram entregues dentro do prazo fixado".

A proposta da Martifer foi por isso a única admitida a este concurso, seguindo-se agora a avaliação do júri, a qual, segundo fonte dos estaleiros, não deverá estar concluída antes da próxima semana.

O grupo português Martifer e uma sociedade participada por um empresário russo do setor naval foram os únicos a concorrer à subconcessão dos terrenos e infraestruturas dos ENVC.

A sociedade AK é detida a 100% pelo empresário russo Andrey Kiselev, que por sua vez é o principal acionista da RSI, grupo que em 2012 chegou à última fase do processo de reprivatização dos estaleiros, entretanto abandonado pelo Governo.