IEFP

Menos 16% de desempregados em centros de emprego que no ano passado

Menos 16% de desempregados em centros de emprego que no ano passado

O número de desempregados inscritos nos centros de emprego foi de 418,2 mil pessoas em agosto, o que representa uma queda homóloga de 16,1%, mas uma subida de 0,5% face ao mês anterior.

Segundo dados do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), em agosto de 2017 havia menos 80,5 mil pessoas inscritas nos centros de emprego face ao mesmo mês do ano passado.

Já o aumento em cadeia do desemprego, de julho para agosto, deveu-se sobretudo a um acréscimo do número de jovens inscritos (3,3%) e de idêntica subida do número de pessoas à procura do primeiro emprego (3,6%). Os únicos níveis de habilitação em que o desemprego cresceu foram o ensino superior (4,6%) e o ensino secundário (1,5%).

Fonte do IEFP explica que o aumento do desemprego registado em agosto está relacionado com a transição para o mercado de trabalho de um conjunto de jovens que concluíram os estudos, uma tendência regular nesta altura do ano.

A mesma fonte sublinha que o desemprego registado em agosto subiu em 15 dos últimos 20 anos, sendo que a última vez que diminuiu foi em 2001.

Em contrapartida, na comparação homóloga, o desemprego jovem caiu 20,2% (menos 11,6 mil jovens inscritos) e o número de desempregados de longa duração, ou seja, inscritos há mais de 12 meses, teve uma queda de 14,1% (menos 34,3 mil).

Face ao mês anterior, o número de desempregados de longa duração diminuiu 1% para 210 mil pessoas.

Imobusiness