PROCURA UMA EMPRESA?

PESQUISE POR NOME, NIF OU MARCA, GRATUITAMENTE!

Relatórios de todas as empresas portuguesas

Premium

Motoristas de passageiros têm melhores acordos mesmo a ganhar menos

Motoristas de passageiros têm melhores acordos mesmo a ganhar menos

Regalias incluem dia de aniversário com retribuição e pagamento de todas as taxas e renovações da carta.

Ainda as mercadorias viajavam, maioritariamente, por comboio ou carroça e já estava no auge a profissão de motorista de pesados de passageiros. O ofício é antigo, muitos são mais velhos do que os colegas de mercadorias e até podem ganhar menos, em subsídios e abonos, mas têm o que reivindicam os grevista da última semana: um salário base maior, sobre o qual descontam para a reforma ou em caso de doença ou acidente de trabalho. "Não temos greves previstas, acabámos de fechar um acordo de revisão do Contrato Coletivo de Trabalho (CCT) que está para ser publicado", anunciou Luís Venâncio, dirigente da Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans).

O acordo firmado com a Associação Nacional de Transportes de Passageiros (Antrop) este ano vem, por exemplo, acrescentar o pagamento do dia de aniversário ao motorista, que já podia usufruir do dia como sendo falta justificada desde o acordo de 2015. Também então ficou acordado que a empresa paga todas as taxas e encargos relativos à renovação da carta do motorista, algo que os colegas de mercadorias não conseguem incluir em CCT. Quais as diferenças?