Economia

Nova Leica T representa mais de 1,5 milhões para fábrica de Famalicão

Nova Leica T representa mais de 1,5 milhões para fábrica de Famalicão

A produção do corpo de alumínio da nova máquina fotográfica Leica T vai representar para a unidade de Vila Nova de Famalicão da Leica Portugal entre 1,5 e dois milhões de euros. A nova máquina começa a ser comercializada na segunda-feira.

A nova máquina, que foi apresentada a 24 de abril, começa a ser comercializada em todo o mundo a partir de 26 de maio.

A unidade de Famalicão, que fabrica máquinas fotográficas e binóculos da marca, está já a produzir o corpo de alumínio da Leica T, tendo já feitas 6.000 unidades, a uma média de 750 por semana.

Questionado pela Lusa sobre qual o impacto do novo modelo para a subsidiária portuguesa, Carlos Mira disse que "representa cerca de 1,5, até dois milhões de euros" de faturação.

Em junho, a unidade portuguesa do grupo alemão prevê produzir 750 unidades por semana.

A produção do corpo da nova Leica T-Systems, que tem um ecrâ tátil e traz como inovação um módulo 'wi-fi' integrado, acontece depois da Leica Portugal ter inaugurado uma nova unidade, que substituiu a anterior, no ano passado, num investimento de 22,5 milhões de euros.

A mudança de instalações teve como objetivo aumentar a produção e a qualidade da subsidiária portuguesa, de acordo com o administrador. A unidade portuguesa exporta praticamente toda a sua produção para a Alemanha.

No ano fiscal de 2012 (que terminou em março de 2013), a empresa registou uma faturação de 40 milhões de euros, tendo aumentado 25% no ano seguinte, para 50 milhões de euros.

Para o ano fiscal de 2014, a empresa prevê uma faturação de 52 milhões de euros.

A empresa conta com cerca de 757 trabalhadores.

ver mais vídeos