Economia

Nova nota de 10 euros entra em vigor

Nova nota de 10 euros entra em vigor

O Banco de Portugal alertou que nem todos os equipamentos de pagamento vão estar aptos para receber as novas notas de 10 euros, que entram em circulação esta terça-feira.

"Não podemos garantir que todos os equipamentos estejam aptos a aceitar a nova nota de 10 euros", afirmou o administrador do Banco de Portugal João Amaral Tomaz, segunda-feira, na conferência de imprensa para apresentação da nova nota de 10 euros.

"Apesar de todo o trabalho efetuado para que o lançamento da nova nota fosse feito sem contratempos, temos a certeza quase absoluta de que não haverá a cobertura total e que nem todos os equipamentos amanhã terão notas disponíveis", disse ainda João Amaral Tomaz.

Na mesma conferência, Pedro Marques, diretor adjunto do departamento de emissão e tesouraria do Banco de Portugal, acrescentou que "o problema é que os equipamentos [de pagamento] são dos comerciantes ou das empresas que têm parques de estacionamento", pelo que "o Banco de Portugal não pode obrigar a que tenham máquinas de 'vending'".

Questionado sobre o caso específico do pagamento das portagens, Pedro Marques disse que o Banco de Portugal "tem a indicação de que as máquinas vão estar preparadas para o pagamento com as novas notas de 10 euros" já na terça-feira.

A nova nota de 10 euros é visualmente "muito semelhante" à nota da primeira série, mantendo o vermelho como cor predominante e o pórtico românico da nota da primeira série com o mesmo valor facial.

No entanto, a nota que vai começar a circular na terça-feira "incorpora elementos de segurança ainda mais sofisticados, que a tornam ainda mais segura e resistente à contrafação", segundo João Amaral Tomaz.

Entre esses elementos estão o retrato da deusa Europa, visível na marca de água e no holograma, e o número esmeralda, aspetos de segurança que já tinham sido incluídos na nota de 5 euros da segunda série, lançada em 2013.

Segundo João Amaral Tomaz, o número de contrafações apreendidas em Portugal representa menos de 2% do total de contrafações apreendidas na área do euro.

Agora, com os novos elementos de segurança introduzidos, a falsificação de notas de 10 euros será ainda mais difícil.

Para verificar a genuinidade das notas de 10 euros da segunda série, basta tocar, observar e inclinar as notas para detetar os principais elementos de segurança, de acordo com a instituição liderada por Carlos Costa.

Ao toque, a nova nota é firme e ligeiramente sonora e é possível sentir a rugosidade no pórtico românico, nas iniciais do Banco Central Europeu (BCE) e nos algarismos de grande dimensão. Na frente da nota, há ainda marcas táteis nas margens esquerda e direita.

Ao olhar é possível ver a assinatura do presidente do BCE, Mario Draghi, o retrato da deusa Europa em marca de água e o símbolo do euro (Euro) no filete de segurança.

Inclinando a nova nota de 10 euros, é possível ver o holograma numa banda prateada à direita, que inclui o valor da nota e o símbolo Euro. Além disso, na nova nota, o número brilhante no canto inferior esquerdo tem um efeito luminoso que muda de cor, passando de verde-esmeralda a azul-escuro.

Conteúdo Patrocinado