PROCURA UMA EMPRESA?

PESQUISE POR NOME, NIF OU MARCA, GRATUITAMENTE!

Relatórios de todas as empresas portuguesas

Economia

Ouro para nove vinhos portugueses em Bruxelas

Ouro para nove vinhos portugueses em Bruxelas

Nove vinhos portugueses foram premiados com a Grande Medalha de Ouro no Concurso Mundial de Bruxelas deste ano, realizado no Luxemburgo, entre os quais os tintos Vale da Poupa, do Douro, e Cabrita, do Algarve.

Os dois vinhos são fruto de dois projectos recentes. O primeiro é um reserva duriense do ano 2007 e o segundo um vinho regional de 2009.

A edição 2011 do Concurso Mundial de Bruxelas decorreu no Luxemburgo. A organização anunciou já que a edição de 2012 vai realizar-se em Guimarães.

Os restantes vinhos portugueses galardoados com a Grande Medalha de Ouro foram os alentejanos Cotéis Grande Escolha 2008, Esporão Reserva 2008 e Etc. Colheita Selecionada 2009 e os durienses Duvalley Grande Reserva 2007, Marka Reserva 2008, Quinta da Fronteira Reserva 2008 e Vallegre Reserva Especial-Old Vines 2007.

Por trás do Vale da Poupa encontra-se a empresa GR Consultores com sede em Favaios, Alijó, que iniciou a sua produção em 2004.

"Alugámos uma adega ao meu pai", recorda Gonçalo Sousa Lopes, viticultor da GR Consultores.

A empresa, a que está ligado o enólogo Rui Cunha, começou então a comprar uvas brancas ao pai de Gonçalo e as tintas a agricultores dos vales dos rios Pinhão e Torto.

A partir de 2006, a GR Consultores arrendou uma vinha próxima, mas continuou a comprar uvas a terceiros. Hoje, continua sem ter uvas próprias, mas faz "vários vinhos" e já produz cerca de "30 mil garrafas".

A GR Consultores lançou também "o primeiro moscatel a ter a designação mais de 40 anos, no final do ano passado", um vinho que vai bem com "sobremesas".

Outro vinho distinguido com a Grande Medalha de Ouro é do Algarve. Naquela região está em curso uma pequena revolução na viticultura e o produtor José Manuel Cabrita, de Silves, é um dos seus rostos.

O seu vinho Cabrita 2009 saiu do Luxemburgo com uma daquelas medalhas.

Este vinho regional vem da Quinta da Vinha, com seis hectares, e foi elaborado com as castas touriga nacional, trincadeira e aragonês.

"Foram feitas 20 mil garrafas", referiu ainda à Lusa o consultor António Maçanita.

O seu perfil aromático "é muito dominado pela touriga nacional e tem uma frescura e uma estrutura bastante impressionantes", descreve Maçanita.

O produtor vende "sobretudo no mercado português", exporta alguma coisa para a Suíça e está "em vias de entrar no Brasil".

Para o final deste ano, prevê lançar "o Cabrita Reserva 2009".