PROCURA UMA EMPRESA?

PESQUISE POR NOME, NIF OU MARCA, GRATUITAMENTE!

Relatórios de todas as empresas portuguesas

poupança

Rendimento dos particulares cai 1,4%

Rendimento dos particulares cai 1,4%

O rendimento disponível bruto dos particulares encolheu 1,4% no primeiro semestre deste ano, segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística.

Nos primeiros seis meses deste ano, segundo cálculos da Lusa a partir das contas nacionais trimestrais do Instituto Nacional de Estatística (INE), o rendimento disponível bruto dos particulares e das instituições sem fins lucrativos ascendeu a 60622 milhões de euros.

Este valor é 1,4% inferior ao que se registou no primeiro semestre do ano passado. Também nos primeiros meses de 2011 o rendimento disponível já tinha encolhido face ao período homólogo de 2010.

Apesar desta redução, a taxa de poupança das famílias portuguesas subiu para 10,9% do rendimento disponível no segundo trimestre deste ano.

Embora o rendimento disponível esteja a reduzir-se, a taxa de poupança aumenta - ou seja, a redução do consumo está a ser superior à redução dos rendimentos.