Economia

Rui Pedro Soares recebeu mais de um milhão de euros da PT em 2010

Rui Pedro Soares recebeu mais de um milhão de euros da PT em 2010

O ex-administrador da Portugal Telecom (PT) Rui Pedro Soares, que abandonou a empresa na sequência do processo "Face Oculta", recebeu em 2010 cerca de 1,2 milhões de euros resultantes de indemnização e salário até quando desempenhou funções.

O responsável recebeu 648,7 mil euros de indemnização, 104,2 mil euros de remuneração fixa e 459,4 mil euros de prémio anual sobre o exercício de 2009, informa o relatório e contas da PT hoje divulgado na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Fernando Soares Carneiro, também ex-administrador da PT que saiu igualmente no seguimento do processo "Face Oculta", recebeu um total de 1,8 milhões de euros: 973 mil euros de indemnização, 175 mil euros por compromisso de não concorrência, 201 mil euros de remuneração fixa e 459,4 mil euros de prémio anual sobre o ano de 2009.

Rui Pedro Soares renunciou ao cargo na empresa a 17 de Fevereiro de 2010, ao passo que Soares Carneiro viria a abandonar a PT cinco dias depois, a 22 de Fevereiro.

Soares Carneiro e Rui Pedro Soares abandonaram a empresa após a divulgação de escutas telefónicas no âmbito do processo "Face Oculta" e de um alegado plano do Governo que envolvia a PT na criação de um grupo de comunicação social.

Ainda de acordo com o relatório e contas hoje divulgado, o presidente executivo da PT, Zeinal Bava, teve uma redução de 44% no salário de 2010 face ao ano anterior devido ao não pagamento do prémio plurianual e à redução em 10% da remuneração fixa.

O salário total de Zeinal Bava foi, em 2010, de 1,41 milhões de euros, menos 44% do que os 2,52 milhões de euros registados no ano anterior, indica a PT.

Esta contenção na remuneração "consolida a iniciativa tomada em 2009 por Zeinal Bava, que reduziu a sua remuneração em 10% e por consequência a de todos os membros da Comissão Executiva" da PT "como forma de mobilizar o esforço acrescido no contexto global de crise", sublinha a operadora.

Em 2010, a Comissão Executiva da PT recebeu menos 22% de remuneração total, de 8,31 milhões no total dos seus membros para 6,47 milhões de euros.

ver mais vídeos