PROCURA UMA EMPRESA?

PESQUISE POR NOME, NIF OU MARCA, GRATUITAMENTE!

Relatórios de todas as empresas portuguesas

O Jogo ao Vivo

Economia

Taxa de desemprego entre os jovens da região Norte ultrapassa os 25%

Taxa de desemprego entre os jovens da região Norte ultrapassa os 25%

A taxa de desemprego dos jovens entre os 15 e os 24 anos na região Norte ultrapassou pela primeira vez os 25% no último trimestre de 2010, revela o relatório Norte Conjuntura divulgado pela CCDR-N.

"Este valor indica que, por cada três jovens empregados, existia um que queria trabalhar mas não encontrava emprego", salientam os autores do relatório, referindo que o novo máximo se fixou nos 25,3 por cento.

De acordo com o relatório da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, a taxa de desemprego dos jovens tem registado uma subida acentuada desde 2002, ano em que se fixava em sete por cento.

A taxa de desemprego dos jovens a nível nacional situou-se no último trimestre de 2010 nos 23 por cento, ligeiramente abaixo do trimestre anterior.

No Norte, a taxa de desemprego global foi de 12,7 por cento, menos meio ponto percentual do que no trimestre anterior, correspondendo a 251 mil desempregados (mais 6,5% do que no trimestre homólogo de 2009), segundo o INE, e 238 mil (mais 3,9%), segundo o IEFP.

"O valor médio anual da taxa de desemprego em 2010 foi de 12,6% na região do Norte (face a 11,0% em 2009) e de 10,8% para Portugal (9,5% em 2009)", referem os autores do Norte Conjuntura.

A variação da taxa de desemprego no Norte registou uma reaproximação entre géneros, caindo no lado feminino de 16,3 para 14,5 por cento entre os terceiro e quarto trimestres e subindo no masculino de 10,5 para 11,1 por cento.

"Por níveis de instrução, há a registar, na região do Norte, novo máximo da taxa de desemprego entre os indivíduos com habilitações ao nível do ensino secundário (14,7%), bem como um agravamento entre os licenciados (9,4% no 4º trimestre, que compara com 9,2% no 3º trimestre e com 8,1% no trimestre homólogo de 2009)", lê-se no relatório.

Entre as pessoas com o ensino básico ou habilitação inferior, a taxa de desemprego caiu no quarto trimestre para 12,9 por cento.