Lançamento

UX é o primeiro SUV compacto da Lexus

UX é o primeiro SUV compacto da Lexus

A Lexus acrescentou mais um degrau na sua já preenchida escada do luxo. Desta feita aventurou-se no segmento dos SUV compactos e lançou o UX, uma aposta apresentada em Lisboa e a que não faltam argumentos para singrar no segmento.

O UX, apenas disponível com motorização híbrida - o motor 2.0, também utilizado no novo Corolla, mas que rende aqui 184 cavalos -, tração dianteira e tração às quatro rodas, chega ao mercado com uma nova plataforma, a GA-C, que permitiu à marca uma maior liberdade de design, uma "condução mais envolvente" e um desenvolvimento com menos constrangimentos.

Na luta contra o peso, a Lexus usa portas em alumínio, tampa da mala em material polimérico e aço de elevado índice elástico, fazendo com que o UX acuse na balança entre os 1540 e os 1600 quilos (este último valor referente à versão de tração total).

Durante a apresentação nacional, que decorreu em Lisboa, com trajetos essencialmente citadinos e uma curto percurso em autoestrada, o novo SUV da Lexus mostrou que está à vontade em todos os ambientes.

Requinte

Na cidade move-se como peixe na água, dadas as contidas dimensões (4,5 metros de comprimento para uma largura de 1,84 metros e pouco mais de 1,5 metros de altura) e a suavidade proporcionada pelo sistema híbrido. Quando se faz à estrada, os 184 cavalos e o baixo centro de gravidade permitem interessantes momentos de condução, ajudados pela suspensão, tipo MacPherson à frente e Trailing Wishbone atrás, que pode ser Variável Adaptativa nas versões Luxury e F Sport.

O interior, com acabamentos em pele e de montagem sólida, recorre à perícia de mestres artesãos japoneses no que diz respeito, por exemplo, às costuras. O UX oferece um bem-estar a bordo digno do segmento premium, uma posição de condução irrepreensível e pormenores surpreendentes, como os limpa para-brisas pararem sempre que uma porta é aberta por forma a não salpicar o passageiro que entra ou sai da viatura ou o barulho do bater das portas, com os engenheiros acústicos a colaborarem com neurocientistas para chegarem ao "som de luxo", na expressão da marca.
Gostamos menos do pequeno monitor central, de reduzidas dimensões e do touchpad, que tem as mesmas funcionalidades de um rato do computador e que exige muita habituação.

Segurança em alta

A Lexus não descurou a segurança e dotou o UX de diversos sistemas, incluindo a deteção diurna e noturna de peões, o cruise controle adaptivo a qualquer velocidade, a assistência à demarcação da faixa de rodagem e um sistema de luzes de máximo adaptativo. Tem também sistemas de alerta e de apoio ao estacionamento.

Os preços começam nos 42.500 euros do nível de acabamento Business e vão até aos 60 mil euros do Luxury, nas versões de tração dianteira.
A tração total (que recorre a um motor elétrico traseiro) só está disponível nos níveis F Sport, F Sport+ e Luxury, com preços de 52.400, 61.500 e 62 mil euros, respetivamente.

Todos os modelos têm sete anos de garantia total, prolongada por mais três anos para as baterias e os clientes Lexus têm sempre uma viatura de cortesia aquando das revisões do seu veículo.