Em atualização

Veja aqui quais são os 310 postos de abastecimento prioritários

Veja aqui quais são os 310 postos de abastecimento prioritários

O Governo anunciou, esta quarta-feira, a criação de uma rede de 310 postos prioritários de abastecimento no país e alargou os serviços mínimos da greve dos motoristas de matérias perigosas a todo o território nacional.

Face à greve dos motoristas e às condições acordadas entre Governo e sindicatos, a Entidade Nacional para o Setor Energético (ENSE) elaborou um plano de intervenção e utilização das reservas de segurança, no qual consta uma Rede de Emergência de Postos de Abastecimento (REPA).

A rede em causa vai integrar 310 postos, cerca de 10% dos postos de abastecimento existentes em Portugal continental, que totalizam 3068, segundo dados da Entidade Nacional para o Mercado de Combustíveis.

O gabinete do ministro do Ambiente, José Pedro Matos Fernandes, explicou, em comunicado, que os postos ficam obrigados a reservar, para uso exclusivo das entidades prioritárias, pelo menos, uma unidade de abastecimento e que o público pode realizar abastecimentos de até 15 litros de gasolina ou gasóleo nos postos da rede em causa.​

Um decreto-lei publicado em Diário de República estabelece que, sempre que necessário, "o acesso aos postos de combustível pertencentes à REPA poderá ser regulado por um agente da autoridade, cujo destacamento será solicitado, para o efeito, através do governo civil do distrito respetivo, o qual permitirá, exclusivamente aos utentes prioritários, o acesso às unidades de abastecimento que lhes estão destinadas".

Consulte aqui a lista dos postos de combustível prioritários