Obras

IP vai investir mais de 100 milhões em conservação das estradas

IP vai investir mais de 100 milhões em conservação das estradas

A Infraestruturas de Portugal anunciou que vai investir mais 100 milhões de euros em conservação corrente da Rede Rodoviária Nacional nos próximos três anos.

Em comunicado, a IP adianta que "consigna contratos no valor global de 107,5 milhões de euros para a execução de trabalhos de conservação corrente da Rede Rodoviária Nacional ao longo dos próximos três anos".

No âmbito dos contratos de conservação corrente está prevista a execução de vários tipos de intervenções de manutenção, entre os quais "reparação e beneficiação de pavimentos, reposição e adequação da sinalização horizontal e vertical, reparação e adequação de guardas de segurança e outros equipamentos de proteção, estabilização de taludes, conservação de vedações, tratamento dos sistemas de drenagem, limpeza das bermas e zonas adjacentes à faixa de rodagem e reparações e manutenção de obras de arte".

A empresa adianta que, "no total, vão ser consignados 18 contratos, um por cada distrito e ajustado às diferentes características da rede de cada região, que asseguram a realização de trabalhos regulares de requalificação e manutenção nos mais de 14.000 quilómetros de estradas a nível nacional", que estão sob a sua gestão direta.

Por distrito, Aveiro tem o valor adjudicado de 6,9 milhões de euros, Beja 8,2 milhões de euros, Braga 6,4 milhões de euros e Bragança cinco milhões de euros.

Castelo Branco vai ter um montante de 4,7 milhões de euros, Coimbra 6,1 milhões e Évora 5,2 milhões de euros.

O distrito de Faro tem adjudicado o valor de 4,2 milhões de euros, a Guarda 5,3 milhões de euros, Leiria 5,6 milhões de euros e Lisboa 6,5 milhões de euros.

O restante montante reparte-se pelos distritos de Portalegre (5,3 milhões de euros), Porto (6,6 milhões), Santarém (7,2 milhões), Setúbal (6,8 milhões), Viana do Castelo (5,8 milhões), Vila Real (5,7 milhões) e Viseu (seis milhões).

Outros Artigos Recomendados