Reino Unido

Jacques Delors sugere que Reino Unido deixe União Europeia

Jacques Delors sugere que Reino Unido deixe União Europeia

O ex-presidente da Comissão Europeia Jacques Delors sugeriu, esta sexta-feira, que o Reino Unido, contrário ao aprofundamento da integração europeia, deixe a União Europeia e opte por outra forma de parceria com os restantes 26 países.

"Os britânicos só querem saber dos seus interesses económicos, de mais nada. Poderíamos propor-lhes outra forma de parceria", disse Jacques Delors, numa entrevista ao diário económico alemão "Handelsblatt".

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, pressionado pelos eurocéticos do partido conservador, disse no mês passado que apoiou a adesão do Reino Unido à União Europeia, mas quer "um novo acordo" que inclua um mecanismo de não-participação nas questões fundamentais.

Numa entrevista publicada no "The Guardian", o presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, advertiu que as tentativas de recuperar poder à custa da Europa podem pôr em risco a UE.

"Se os britânicos não acompanham a tendência de maior integração na UE, podemos continuar amigos, mas de outra forma", adiantou Jacques Delors, que defendeu insistentemente uma maior integração política entre os 27.

Como hipóteses de parceria com o Reino Unido, Delors sugeriu "uma forma como a do espaço económico europeu" ou "um acordo de livre comércio".

Em caso de saída da UE, o Reino Unido continuaria "um parceiro privilegiado", insistiu Jacques Delors.

"O Reino Unido é estratégico e economicamente importante, mas também o são outros países" como a Índia ou a China, acrescentou.

Por seu lado, Herman Van Rompuy comparou a saída do Reino Unido da UE "à partida de um amigo para o deserto".

O Reino Unido pertence à UE desde 1973, mas nunca aderiu à zona euro.

Outras Notícias