Economia

Jerónimo de Sousa diz que o PCP não vai negociar com o FMI

Jerónimo de Sousa diz que o PCP não vai negociar com o FMI

O secretário-geral comunista, Jerónimo de Sousa, garantiu, sábado, que o PCP recusará "negociar com o FMI", rejeitando ainda "credenciar" esta entidade para decidir "sobre o futuro de Portugal".

"Não temos nada que negociar com o FMI nem credenciamos o FMI para negociar sobre o futuro de Portugal", declarou o líder do PCP, no final de um encontro em Lisboa com cerca de mil militantes comunistas para preparar as eleições legislativas antecipadas, de 05 de Junho.

Jerónimo de Sousa explicou que, "no quadro das relações institucionais", o PCP "exige toda a informação, junto do Governo, do Presidente da República ou do presidente da Assembleia da República", sobre a negociação, que se inicia esta semana, entre o Executivo e a troika (União Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional), sobre a ajuda externa a Portugal.

"Mas não credenciamos nem negociamos com uma entidade que está aqui a praticar uma ingerência", declarou.

Outras Notícias