Exclusivo

Jovens de 30 anos já vão na terceira crise

Jovens de 30 anos já vão na terceira crise

Primeiro foi o descalabro económico de 2009, depois a troika e, por fim, a pandemia de covid-19. Os estudos foram afetados e o trabalho precário foi o destino de muitos. Os seus salários vão manter-se baixos.

Aos 32 anos, é a terceira vez que Felícia Teixeira se depara com uma crise. A primeira, em 2009, quando estava a meio do curso universitário. Terminou a licenciatura, em 2011, quando a troika chegou a Portugal. Este ano, no início da pandemia, ficou desempregada. Muitos jovens, na casa dos 30 anos, têm-se deparado com trabalhos a prazo que não foram renovados e com trabalhos precários dos quais foram dispensados. Os mais novos, com 20 e poucos, têm outro problema: dificuldades em ingressar no mercado de trabalho.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG