Economia

Líderes da Zona Euro vão fazer tudo para alcançar acordo na quarta-feira

Líderes da Zona Euro vão fazer tudo para alcançar acordo na quarta-feira

O presidente do Conselho Europeu disse este domingo que os líderes da Zona Euro estão determinados a tomar "todas as medidas necessárias" para na quarta-feira assegurarem a estabilidade dos 17 Estados-membros.

"Temos de fazer mais e os nossos líderes concordaram com isso", disse Herman van Rompuy em Bruxelas no final da cimeira dos 17 líderes da Zona Euro.

O responsável sublinhou que os líderes dos Estados da Zona Euro chegaram este domingo a acordo sobre os objectivos e a estratégia a seguir no combate à crise, seguindo-se agora dois dias de trabalho técnico, ao nível dos ministros das Finanças, até à nova cimeira dos 17 agendada para quarta-feira.

Durão Barroso acredita num acordo na quarta-feira

O presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, disse entretanto acreditar num acordo na cimeira da Zona Euro agendada para a próxima quarta-feira, porque "notou" este domingo uma "compreensão" entre os líderes europeus quanto à necessidade de o alcançar.

Durão Barroso, que falava a jornalistas no final da cimeira de líderes da Zona Euro, que tem um "follow-up" decisivo agendado para dia 26, disse que espera "que haja um acordo", garantiu que é nesse sentido que os países estão a trabalhar e indicou que se registaram progressos nas discussões realizadas até ao momento.

"Pela qualidade da discussão hoje, pela compreensão que eu notei nos diferentes primeiros-ministros acerca da situação, acho que esse acordo vai existir", declarou.

PUB

Durão Barroso e o presidente do Conselho, Herman van Rompuy, foram os únicos responsáveis europeus a prestar declarações no final da cimeira da Zona Euro deste domingo, tendo os restantes líderes europeus, incluindo o primeiro-ministro português Pedro Passos Coelho, abandonado a sede do Conselho sem prestar declarações.

Novas cimeiras estão previstas para quarta-feira, tanto ao nível dos 27 países-membros da União Europeia como dos 17 membros da Zona Euro, sendo esse o dia de todas as decisões para "salvar" a Grécia, fortalecer as defesas da Zona Euro contra a crise da dívida soberana, designadamente através do reforço da capacidade dos fundos de resgate, e proteger o sector bancário, por meio de uma recapitalização.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG