Exclusivo

Lojas planeiam vender à porta o que for proibido

Lojas planeiam vender à porta o que for proibido

Grandes superfícies vão ser "criativas" e cumprir a lei, sem retirar produtos das prateleiras e sem deixar de funcionar.

O Governo anunciou que vai restringir o tipo de produtos que podem ser vendidos nas grandes superfícies, numa altura em que lojas especializadas não enquadradas na categoria de bens essenciais foram obrigadas a fechar. Mas as lojas da Grande Distribuição preparam-se para ser "criativas", como prometeu o presidente da Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição, à Comunicação Social, ainda antes de ser publicado o despacho que define que produtos podem vender.

Até à hora de fecho desta edição, ainda não tinha sido publicado o diploma que o ministro da Economia assegurou que estaria pronto "a tempo de as lojas poderem retirar os produtos das prateleiras" a partir da próxima semana. Mas já se sabia que a estratégia a adotar seria outra, pelas comunicações que foram sendo feitas ao longo do dia pelas marcas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG