Exclusivo

Mais de 359 mil euros em multas covid-19 na aviação

Mais de 359 mil euros em multas covid-19 na aviação

Ausência de testes negativos antes de embarcar valeu multa a 7315 passageiros e 72 companhias.

As restrições impostas ao setor da aviação durante os anos de 2020 e 2021, nomeadamente a proibição de transportar passageiros sem teste negativo à covid-19, deram origem a 656 processos de contraordenação instaurados pela Autoridade Nacional de Aviação Civil (ANAC) a 7315 passageiros e a 17 e a 55 companhias aéreas, respetivamente, em 2020 e 2021. Só 44% dos processos estão concluídos nesta altura, tendo dado origem ao pagamento de coimas de valor superior a 359 mil euros.

A ANAC instaurou um total de 656 processos no âmbito das restrições ao transporte aéreo em vigor devido à pandemia de covid-19, nos anos de 2020 e 2021. Sem precisar o motivo dos processos, a reguladora da aviação civil revelou que, em 2020, estiveram envolvidos 2696 passageiros e 17 companhias aéreas, e, até 30 de novembro de 2021, 4619 passageiros e 55 companhias aéreas. A partir de 1 de dezembro de 2021, a ANAC deixou de ser responsável pelos processos a passageiros, tendo a competência transitado para o Ministério da Administração Interna.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG