Exclusivo

Máscaras e testes ainda podem ser exigidos para voar

Máscaras e testes ainda podem ser exigidos para voar

A Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA) e o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) deixam de recomendar máscaras obrigatórias em aeroportos e voos europeus a partir desta segunda-feira, todavia, a recomendação não tem força de lei em cada um dos países. Em 15 países europeus onde é obrigatório o uso de máscara nos transportes públicos, incluindo Portugal, os voos com origem ou chegada aos seus aeroportos manterão a proteção em vigor.

"A atualização do Protocolo Conjunto sobre Segurança Sanitária na Aviação tem em conta os últimos desenvolvimentos da pandemia, em particular os níveis de vacinação e a imunidade adquirida naturalmente e o levantamento das restrições num número crescente de países europeus", justificaram a EASA e o ECDC, quando anunciaram, na semana passada, o fim da recomendação das máscaras a bordo. Ambas as agências salvaguardaram que, em voos de ou para um destino onde o uso de máscaras ainda é necessário nos transportes públicos, as mesmas deverão manter-se a bordo dos aviões.

É o caso de 15 países europeus: Áustria, Letónia, Chipre, Lituânia, República Checa, Luxemburgo, Estónia, Malta, França, Holanda, Alemanha, Portugal, Grécia, Espanha e Itália.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG