Função Pública

Menos 7,2% de funcionários públicos em mobilidade especial

Menos 7,2% de funcionários públicos em mobilidade especial

O número de trabalhadores em situação de mobilidade especial diminuiu 7,2% no final do primeiro semestre de 2011, para 1211, menos 94 trabalhadores do que em Dezembro de 2010.

De acordo com o Boletim do Emprego Público, divulgado esta sexta-feira, no final do primeiro semestre do ano passado encontravam-se no regime de mobilidade especial 1211 trabalhadores, um valor inferior ao registado em Dezembro de 2011, mês em que este número se fixava nos 1305.

Numa análise por ministério, em 30 de Junho de 2010 o Ministério da Agricultura era o que registava o maior número de trabalhadores neste regime, com 667, menos 46 trabalhadores que em Dezembro de 2010 (713).

Em segundo lugar surge o Ministério da Defesa Nacional, que em 30 de Junho do ano passado contabilizava 118 trabalhadores em situação de mobilidade especial. Em Dezembro de 2010 tinha 152.

O Ministério da Educação e da Ciência surge em terceiro lugar entre os 11 Ministérios, com 102 trabalhadores neste regime, menos dois do que em Dezembro de 2010 (104).

Já o Ministério dos Negócios Estrangeiros é o único que mantém o mesmo número de trabalhadores em regime de mobilidade especial desde 31 de Dezembro de 2009, com apenas nove.

Quanto à distribuição do número de trabalhadores por sexo, 51% são mulheres (618) e 49% são homens (593).

PUB

Relativamente ao nível de escolaridade, no universo dos 1211 trabalhadores, 64,6% possuem o ensino básico e 20,2% têm habilitações de nível superior.

Já no que respeita à estrutura etária, o boletim revela que em 30 de Junho do ano passado 70,6% dos trabalhadores tinham mais de 50 anos de idade.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG