Economia

Merkel e Sarkozy pedem a Berlusconi para acelerar reformas

Merkel e Sarkozy pedem a Berlusconi para acelerar reformas

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente francês, Nicolas Sarkozy, pediram ao primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, que acelere as reformas económicas no seu país para evitar um agravamento da crise.

Merkel e Sarkozy encontraram-se, este domingo, em privado, com Berlusconi antes do início da cimeira de chefes de Estado e do governo da União Europeia, segundo confirmaram fontes diplomáticas citadas pela agência noticiosa EFE.

Segundo as mesmas fontes, a petição transmitida a Berlusconi está em linha com o que Merkel disse publicamente, para que Espanha e Itália assumam mais esforços e novas reformas para reduzir a sua dívida.

Berlim pretende "medidas credíveis e concretas" em toda a zona euro e, no caso de Itália, reclama, especificamente, mais reformas no mercado laboral e nas pensões.

À pressão sobre Berlusconi por parte de Merkel e Sarkozy, somou-se a do presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, que se encontrou com o primeiro-ministro italiano antes de se reunir com os restantes líderes europeus.

O objectivo do encontro, segundo fontes comunitárias citadas pela EFE, era pedir a Roma mais decisões na aplicação de medidas contra a crise da dívida.

Na sexta-feira, a Comissão Europeia pediu a Itália medidas "ambiciosas" de redução do défice e novas decisões para relançar o crescimento.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG