Economia

Merkel espera "claros progressos" na cimeira extraordinária

Merkel espera "claros progressos" na cimeira extraordinária

A chanceler alemã, Angela Merkel, espera que a cimeira de chefes de Estado e de governo da zona euro, quinta-feira, em Bruxelas, traga "claros progressos" para resolver a crise da dívida soberana da Grécia.

O porta voz do governo alemão, Steffen Seibert, disse, esta segunda-feira, que "a chanceler está confiante" de que a cimeira extraordinária terminará com um acordo sobre o novo pacote de ajuda financeira a Atenas.

Em entrevista à televisão pública ARD, no domingo à noite, Merkel voltou a exigir a participação dos credores privados no novo resgate da dívida grega, e defendeu ainda a criação de uma agência de 'rating' europeia.

Acrescentou, no entanto, que a iniciativa para criar uma tal agência não deve partir dos Estados, para que não haja a ideia de que a futura agência ficará dependente dos mesmos.

Merkel reiterou ainda a promessa feita aos alemães no início da crise económica e financeira internacional, em finais de 2008, de que as suas poupanças estão garantidas pelo Estado.

Quanto à crise das dívidas soberanas em alguns países da zona euro, a chanceler afirmou que esta "não ameaça a moeda única como um todo".