Altice

Migração da TDT apenas fica concluída em julho

Migração da TDT apenas fica concluída em julho

O presidente executivo da Altice Portugal, Alexandre Fonseca, reafirmou esta quinta-feira que o processo de migração da Televisão Digital Terrestre (TDT) só ficará concluído em julho, considerando que o prazo determinado pela Anacom, que termina em junho, não é realista.

"O processo de migração da TDT continua a correr a bom ritmo. Ainda recentemente apresentámos ao regulador o ponto de situação que está em linha com o que apresentámos e, portanto, iremos cumprir o nosso calendário e não o calendário que unilateralmente a Anacom impôs", disse o responsável, em declarações aos jornalistas à margem da cerimónia do 4.º aniversário da Altice Labs, em Aveiro.

Alexandre Fonseca lembra que há quase um ano a Altice apresentou um plano de migração da TDT, que tinha nove meses de duração, adiantando que a Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom) "atrasou-se e decidiu unilateralmente que o plano tinha de ser de seis meses".

"Quando a Anacom impôs junho como a data limite final de migração da TDT, essa não é uma data a que nós nos tenhamos vinculado, porque dissemos muito antes que não fazia sentido. A data prevista é o final de julho", afirmou.

O gestor realçou ainda que se está a atravessar "uma época de imprevistos", dando como exemplo o caso do coronavírus que "poderá impactar também este processo de migração".

"Foi por isso que dissemos atempadamente que este processo devia ser feito com um calendário razoável e não com um calendário atabalhoado, só porque alguém se atrasou e, agora, quer resolver o seu atraso impondo datas limites que não são realistas", disse o presidente da Altice.

A terceira fase da alteração da rede de emissores da TDT, essencial para o arranque do 5G, que envolve os distritos de Lisboa, Santarém, Leiria, Coimbra, Castelo Branco, Viseu e Setúbal, arranca esta quinta-feira, com a alteração do emissor de Cheleiros, em Sintra, e termina no dia 21 de abril, com o emissor de Piódão.

A migração, que vai abranger um total de 242 emissores, ficará completa com a alteração da rede da TDT nos arquipélagos dos Açores e da Madeira.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG