Pingo Doce

Ministro da Economia lembra que promoções são comuns em vários países

Ministro da Economia lembra que promoções são comuns em vários países

O ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, disse, esta sexta-feira, que as promoções do Dia do Trabalhador do Pingo Doce estão a ser investigadas, mas sublinhou "que este tipo de iniciativas é comum em vários países no mundo".

Segundo o ministro, aguardam-se as conclusões da Autoridade Para a Segurança Alimentar e Económica (ASAE), que já iniciou as suas investigações.

"É preciso averiguar os contornos da operação, mas estas iniciativas são comuns em vários países do mundo", sublinhou o governante à margem da apresentação do "Sistema da Indústria Responsável, no âmbito da reforma do licenciamento industrial, no Ministério da Economia, em Lisboa.

O Pingo Doce optou por abrir as suas lojas no Dia do Trabalhador e deu descontos de 50 por cento aos clientes que faziam compras superiores a 100 euros.

A campanha promocional resultou numa grande afluência às lojas da cadeia, provocando pelo menos 50 situações, incluindo desacatos e agressões, em que foi pedida a intervenção da PSP.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG