Têxtil

Ministro da Economia revela que há investidores interessados na Triumph

Ministro da Economia revela que há investidores interessados na Triumph

Manuel Caldeira Cabral está na Alemanha a visitar expositores portugueses da ISPO Munique.

O ministro da Economia assegurou, este domingo, que há interessados em reativar a laboração da antiga fábrica da Triumph. Contudo, a solução ainda poderá demorar a ser finalizada. "A dimensão do processo tornou-o mais difícil, mas temos, neste momento, alguns investidores que já demonstraram interesse em voltar em pôr a empresa a funcionar. Mas estão ainda na manifestação de interesse e não se pode adiantar que haja uma solução", afirmou Manuel Caldeira Cabral.

Durante a visita à ISPO Munique, a maior feira de artigos desportivos que está a decorrer na Alemanha, o ministro revelou que, logo que foi identificado o problema, o Governo pediu à TGI - Gramax, que adquiriu a unidade industrial no início do ano passado, para procurar possíveis interessados na compra da fábrica. "E procurámos também nós, ao nível do tecido produtivo português, encontrar investidores. É um caso que acompanhamos e a nossa principal preocupação está com os trabalhadores e com os seus direitos", referiu Caldeira Cabral.

Em novembro de 2017, a administração da empresa que produz roupa interior feminina comunicou aos trabalhadores que iria ocorrer um processo de reestruturação, que previa o despedimento de 150 pessoas. Mas no início de janeiro, depois de tomarem conhecimento de que tinha sido iniciado um processo de insolvência, os trabalhadores iniciaram uma vigília à porta das instalações para impedir a saída de material.

As reivindicações dos atuais 463 funcionários levou-os a realizar um "pequeno-almoço solidário" para sensibilizar o Governo e o presidente da República para as consequências sociais do encerramento da fábrica. Foram ainda à Presidência do Conselho de Ministros e ao Palácio de Belém.

Outras Notícias