Viagens

Portugal fora da "lista negra" de Inglaterra, mas não do País de Gales e da Escócia

Portugal fora da "lista negra" de Inglaterra, mas não do País de Gales e da Escócia

Grant Shapps escreveu esta quinta-feira na sua conta de Twitter que o governo britânico não hesitará em retirar algum país do corredor turístico do Reino Unido. Contudo, diz que hoje [quinta-feira], não vão ser adicionados ou removidos quaisquer países à "lista negra".

Na mesma publicação, o ministro dos Transportes britânico relembra que quem viajar para passar férias noutro país deve ter em atenção que as restrições, nomeadamente a quarentena de 14 dias, "pode e muda em muito pouco tempo".

O governante relembra que a presença ou não dos países no corredor aéreo tem em conta a "prevalência da covid-19, nível e taxa de mudança, extensão dos testes no país, regime e positividade dos testes, extensão do surto face à transmissão geral, ações do governo e outras informações epidemiológicas".

Porém, o ministro de Saúde galês, Vaughan Gething, anunciou esta quinta-feira que o País de Gales não vai seguir esta regra e vai impor uma quarentena de 14 dias aos passageiros que vierem de Portugal (exceto Madeira e Açores) e de seis ilhas da Grécia, a partir das 4 horas desta sexta-feira.

"Esta medida está a ser tomada devido ao grande número de casos de coronavírus importados para o País de Gales de turistas que regressam das ilhas gregas, em particular. Na última semana, foram confirmados mais de 20 casos em passageiros de um voo de Zante para Cardiff", afirmou em conferência de imprensa.

A situação já lançou alguma confusão nas redes sociais com a muita informação dos últimos minutos. Vários internautas tentam explicar ou perceber que restrições serão afinal impostas aos países.

PUB

Entretanto, também esta manhã, o ministro da Saúde britânico tinha dito que as decisões só seriam comunicadas no dia seguinte, ou seja, sexta-feira. "Vamos publicar uma decisão amanhã [sexta-feira], com base nos dados existentes e não vou antecipar qualquer juízo de valor", indicou Matt Hancock, em entrevista à "Sky News".

Escócia também impõe quarentena a chegadas de Portugal

O Governo escocês anunciou esta noite que quem chegar de Portugal vai ter de ficar em isolamento durante duas semanas a partir das 4 horas de sábado, juntando-se ao País de Gales, que já tinha determinado a mesma medida a partir das 4 horas de sexta-feira.

"Os dados desta semana mostram um aumento nos testes positivos e casos por 100.000 habitantes em Portugal", justificou o ministro da Justiça escocês, Humza Yousaf.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG